Somos todos iguais? Eu não!

Tempo de leitura: 2 minutos

INSCREVA-SE EM MEU BLOG

Olá pessoal.

Hoje conversei pelo telefone com meu pai, Pr Cilas, durante mais de uma hora, e um assunto que abordamos ficou quente em meu coração; tanto que gostaria de compartilhar com vocês.
No Livro de Daniel, vemos que ele, Sadraque, Mesaque e Abdenego optaram por não se misturar com as coisas da Babilônia, nem cultura, nem comida, nem costumes, nada, e olha que eles eram escravos. Eles permaneceram assim e Deus os honrou, e que honra é esta? Ficaram ricos?
Daniel virou governador, um Político que fugiu às regras da Política, pois não era um hipócrita que agradava a todos em troca de favores, e optou por não desagradar a Deus para agradar a homens. Mas a maior honra que vejo foi o próprio livramento da morte, tanto da fornalha quanto da cova dos Leões; e agora eu pergunto: Vale a pena ser uma pessoa separada para Deus?
Hoje vivemos em uma era onde já não se sabe quem serve ou não a Deus.
Tenho experimentado em minha vida as maravilhas de se andar em separação pro Senhor, quando o simples som do teu instrumento consegue transmitir aquilo que teu coração realmente vive, e pra isso tive que fazer algumas escolhas.
Você sabe que toda escolha significa algumas renúncias, como o Rabino Eduardo Stein diz, até pra dizer sim no casamento a gente está dizendo não pra uma série de outras coisas.
Chegou o tempo em que todos nós precisamos escolher o que queremos, ser simples músicos que emocionam pessoas com a arte, ou adoradores que tocam o coração de Deus com a vida.
Te convido nesta mamã a escolher o lado mais digno, afastar-se de tudo o que te assemelha com as coisas comuns deste Mundo, todo comportamento, linguajar, vestimenta, caráter, sentimento, atitudes, gestos, precisam ser diferentes, precisamos ser semelhantes a Jesus.
Não te peço nada impossível, você não precisa ser chato, bobo, ignorante, pelo contrário, pois a sabedoria cinda do alto é que nos capacita a fazer as melhores escolhas. Não sejamos atrasados pelos olhos, levando uma vida de mera petição diante do Pai, mas uma vida de entrega e negação, pois é Ele quem sabe exatamente o que precisamos, e faz questão de nos abençoar da melhor forma.
Comecei esta mensagem escrevendo uma coisa, mas o assunto tomou outro rumo, e louvado seja Deus por isso.
Que Ele te abençoe muito.

Abraços

Déio

INSCREVA-SE EM MEU BLOG

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *