O Fato que mudou o meu comportamento

Tempo de leitura: 3 minutos

Pessoas inteligentes aprendem com sua própria história de vida.

Há mais ou menos 20 anos atrás, eu estava em uma pequena “tour”, lançando meu primeiro CD, Além do céu, gravado pela Gospel Records de SP.

Os integrantes  da minha banda eram todos da nossa Igreja, e apesar de ser membro da Igreja Renascer, na época estava sempre por perto de minha Igreja Atual, a Igreja Batista Renovada de Vila Penteado, em São Paulo. 

Em um determinado evento, se não me  engano, nos apresentávamos em uma Igreja da Freguesia do Ó, e eu não estava 100% contente com a performance de meu baterista, e meu comportamento foi o mesmo de sempre, exigente demais com todos. Mas uma coisa muito séria aconteceu naquela noite. 

Eu não estava mais ou menos “chato” naquele dia, mas ele poderia estar em um dia difícil, e não suportou meu jeito extremamente exigente de conduzir as coisas. Era assim que eu fazia, fui assim com meus irmãos no inicio, e pelo fato de ter dado certo com eles, acreditava que esta era a maneira correta de se agir. Mas tinha um detalhe, as outras pessoas não eram parentes, não tinham obrigação ou a boa vontade de suportar meu jeito.

Quase quarenta minutos de show, e tudo bem. De repente, entre olhares e caretas, meu baterista bateu agressivamente com suas baquetas na caixa e se levantou olhando-me furiosamente. Depois saiu de cena e foi embora do lugar. Seu comportamento foi apenas uma reação ao meu, era o recurso que ele tinha para lidar com isso no momento.

A cena foi constrangedora, e tive que terminar aquele show sem baterista. Foi a primeira vez, e última, que isso tinha acontecido.

Naquele momento aprendi a lição que mudou pra sempre meu comportamento. Não se repreende ou corrige as pessoas em público, mas pelo contrário, se quiser fazer algo em público, que seja elogio.

Elogie em público, corrija no particular. Sempre assim.

Quando elogiamos alguém em frente a todos, mostramos ao mundo que estamos satisfeitos com aquela pessoa, e isso faz com que ela se sinta importante, parte de um todo. Também faz com que esta pessoa se esforce para melhorar ainda mais. Mas quando repreendemos em público, envergonhamos e desmerecemos a esta pessoa, fazendo com que ela se sinta um “peixe fora da água”, o “patinho feio”, a pessoa disponível para aquele momento, mas que pode ser trocada a qualquer momento.

Nunca vou me esquecer do dia em que uma lider minha me disse que como cantor eu era o melhor guitarrista do mundo. O efeito seria outro, se não estivesse em frente a todo grupo de louvor da igreja, dentro de um estúdio de gravação.

Perdemos a chance de fazer diferença na vida das pessoas quando dizemos o que nos vem à mente, sem nos preocuparmos com as vidas das pessoas.

Tenho entendido desde aquele dia, que impor o poder não é o melhor caminho, pois você pode até obter êxito, mas perde as pessoas. Autoridade está em conquistar a confiança e despertar o desejo de ser seguido. As pessoas precisam sentir que vale a pena escolher o seu caminho. 

Hoje vivo muito melhor, tenho menos preocupações, ando com pessoas adoráveis, que realmente confiam em mim e minha maneira de levar as coisas.

Espero que tenha gostado.

Te convido a se inscrever em minha Lista Vip, desta forma ficará por dentro de tudo que acontece por aqui, eventos, postagens novas etc…

ENTRE EM MINHA LISTA VIP POR ESTE LINK

Também gostaria de te convidar a participar de meu Grupo de Discipulado no Facebook, chamado IMPULSO, onde postamos um conteúdo de crescimento espiritual , pessoal e profissional. Basta clicar no link abaixo e se inscrever.

ARTISTAS CRISTÃOS COM EXCELÊNCIA 

Deus abençoe
Déio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *